compartilhe

Prevenção à obesidade infantil deve incluir saúde bucal

Por Dra. Helenice Biancalana - Publicado em 07/03/18

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), há mais de 40 milhões de crianças com menos de cinco anos no mundo todo que são obesas ou têm sobrepeso. No Brasil, essa tendência preocupa, já que uma em cada três crianças também está nessas condições. No Reino Unido, que nesse quesito tem índices semelhantes ao Brasil, foi lançada no ano passado uma campanha de combate à obesidade infantil que ainda gera muita polêmica.

Leia mais: Açúcar: consumir com moderação para manter uma vida saudável

Apesar de alguns pontos da campanha ser interessantes, ficou evidente que ela não levava em consideração a saúde bucal das crianças. Ou seja, apesar de obrigar os fabricantes a reduzir em 20% a quantidade de açúcar, sal e gorduras saturadas dos alimentos industrializados, banir personagens de desenhos animados desse tipo de comercial de TV e aumentar o imposto sobre bebidas esportivas e refrigerantes, a campanha não atingia diretamente os hábitos alimentares dos infantojuvenis.

Imediatamente, a Oral Health Foundation (OHF) – organização sem fins lucrativos que há mais de 40 anos atua naquele país e tem ações no mundo todo – se posicionou, dizendo que isto seria um desastre absoluto, resultando numa geração inteira de crianças com sérios problemas de saúde bucal.

Apesar de a campanha ser focada na obesidade, ela ignorou a saúde bucal. Porém, é necessária toda uma mudança na alimentação das crianças. É fundamental encorajar pais e filhos a adotar hábitos alimentares mais saudáveis, reduzir consideravelmente o consumo de alimentos industrializados sem qualquer valor nutricional – principalmente aqueles com alto teor de açúcar – e melhorar seus hábitos de higiene bucal.

Leia mais: Nem toda a gordura é vilã: conheça os benefícios da gordura do leite

Regra simples: para ter dentes saudáveis, é preciso desde cedo evitar alimentos muito doces e carboidratos, como bolachas e massas, que se transformam em açúcar na boca; depois, é fundamental cuidar bem dos dentes.

O açúcar é de fato um grande vilão dos dentes – além de contribuir fortemente para o ganho de peso e a obesidade.

Ele se transforma em ácido em nossa boca. Esse ácido ataca o esmalte dos dentes de forma agressiva e, com o tempo, provoca cárie e outros problemas orais ainda mais graves.

Além de reduzir a ingestão de doces, balas, bolachas e bebidas açucaradas – como refrigerantes e achocolatados – o ideal é a criança aprender desde cedo a escovar os dentes logo depois de se alimentar e jamais dormir sem fazer a higienização bucal.

Outra dica importante é ingerir bastante água durante o dia. Além de aumentar a sensação de saciedade e fazer bem para a saúde, tomar água é ótimo para os dentes e contribui para a limpeza da boca, impedindo altas concentrações de bactérias que resultam na formação de cárie.

Os pais devem saber que até a criança completar três anos, eles são responsáveis por seus hábitos de escovação. Aos poucos, devem deixar a criança à vontade para adquirir iniciativa e independência – contando sempre com a supervisão dos adultos até que ela realmente dê conta de praticar esse hábito de forma adequada – o que acontece por volta dos sete ou oito anos.

Leia mais: Nove vantagens de amamentar o bebê com leite materno

Nessa fase, a criança passa a escovar os dentes sozinha – embora ainda seja necessário que os pais confiram se ela está cumprindo com esse ritual fundamental para ter um sorriso bonito e saudável ao longo da vida.

Como a obesidade está intrinsecamente ligada ao aumento de cárie e doenças periodontais, é importante que as campanhas da saúde pública adotem medidas que possam, ao mesmo tempo, reduzir a incidência desses dois tipos de doença.

Sobre Dra. Helenice Biancalana:
Odontopediatra e diretora do Departamento de Prevenção da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas (APCD)
Quer receber mais artigos como esse? Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail!
Sobre Dra. Helenice Biancalana:
Odontopediatra e diretora do Departamento de Prevenção da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas (APCD)
Compartilhar:
Atenção: Todas as informações são de responsabilidade dos organizadores do evento e estão sujeitas a modificações sem prévio aviso. As informações foram checadas pela equipe de reportagem do São Paulo para crianças em Abril de 2019. Antes de sair de casa, confirme os dados com o destino, para evitar imprevistos
Quer falar diretamente com seu público-alvo?
Anuncie aqui!
Nossos canais:
® São Paulo para Crianças é uma marca registrada. Todos os direitos reservados. - desenvolvido por Ideia74
Cadastre-se para ficar por dentro das novidades!