compartilhe

O bebê nasceu, e agora?

Por Eneida Souza - Publicado em 24/10/18

Com o nascimento de um filho, é natural que a preocupação dos pais de primeira viagem seja com o enxoval, o quarto do bebê e até mesmo com as mudanças necessárias na casa para receber o novo membro da família. Estas são coisas importantes, mas o impacto que elas causam é consideravelmente menor àquele ocasionado pelas mudanças emocionais, hormonais e na rotina do casal.

Durante a gestação, nem todos os pais conseguem participar de cursos preparatórios para o parto, amamentação e cuidados com o bebê e este tipo de conteúdo é fundamental para auxiliar a família durante a nova jornada.

Leia mais: Nove vantagens de amamentar o bebê com leite materno

Os primeiros dias do recém-nascido em casa exigem muita dedicação do casal, pois a criança precisa de extrema atenção e cuidado. Este é um período intenso de aprendizado intensivo e conhecimento do bebê. É nele que os pais começam a diferenciar se o choro do bebê está relacionado à fome ou ao sono, e ainda, passam a se acostumar com os sons emitidos pela criança como por exemplo, espirros, soluços e movimentos.

É recomendado evitar receber visitas nos primeiros dias do bebê em casa e, também, tentar não se preocupar com a organização da casa. Esta fase inicial é fundamental para gerar vínculo por meio de tarefas básicas como o momento do banho, da amamentação e até mesmo de descanso. Esta deve ser a prioridade da família após a chegada do bebê.

Outro ponto importante é o cuidado com a mulher que vai dedicar tempo e energia para o aleitamento materno, ciclo que se inicia já nas primeiras horas após o parto. Esta é a função que gera as maiores dúvidas e inseguranças na mãe, além de ser aquela de onde pode surgir os primeiros desafios.

Leia mais: Desafio possível: amamentação e trabalho

A amamentação nem sempre é fácil, então, para garantir o estabelecimento dela é fundamental que a mãe tenha uma dieta balanceada, se alimente bem antes de oferecer a mama ao bebê, tome de 3 a 4 litros de água ou sucos naturais por dia, descanse sempre que o bebê dormir e conte com o auxílio de pessoas próximas.

Outra dica valiosa para este período é após a mamada usar a concha coletora de leite com base de silicone, que ajuda a drenar o leite acumulado na aréola e, consequentemente, facilita a pega correta do bebê. Além disso, é importante que após as mamadas a mãe deixe o leite secar no mamilo e passe uma pequena quantidade de lanolina 100% purificada.

As primeiras mamadas costumam ser doloridas, então, para melhorar este desconforto é indicado que a mulher faça compressa com bolsa de gel gelada, por 2 minutos, após alimentar a criança.

Mas, não se esqueça: passar por estes momentos e desafios faz parte desta incrível jornada. Além disso, ninguém nasce sabendo, muito menos, como cuidar de um bebê. Então, dê tempo ao tempo e você conseguirá se adaptar a todas estas mudanças.

Sobre Eneida Souza:
Enfermeira pediatra, consultora em aleitamento materno pela Universidade da Califórnia (UCLA-CA) e terapeuta sistêmica para famílias e casais, parceira da Philips Avent.
Quer receber mais artigos como esse? Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail!
Sobre Eneida Souza:
Enfermeira pediatra, consultora em aleitamento materno pela Universidade da Califórnia (UCLA-CA) e terapeuta sistêmica para famílias e casais, parceira da Philips Avent.
Compartilhar:
Atenção: Todas as informações são de responsabilidade dos organizadores do evento e estão sujeitas a modificações sem prévio aviso. As informações foram checadas pela equipe de reportagem do São Paulo para crianças em Outubro de 2018. Antes de sair de casa, confirme os dados com o destino, para evitar imprevistos
Quer falar diretamente com seu público-alvo?
Anuncie aqui!
Nossos canais:
® São Paulo para Crianças é uma marca registrada. Todos os direitos reservados. - desenvolvido por Ideia74
Cadastre-se para ficar por dentro das novidades!