compartilhe

Escola Bilingue: vantagem ou desvantagem?

Por Janaína Spolidorio - Publicado em 09/04/19

As opções de escolas bilingues só crescem em várias regiões do país. O nome “bilingue” consegue atrair a atenção das famílias de um modo curioso. É bonito dizer que o filho estuda em uma “escola bilingue”. Mas será que além de ser bonito, é realmente uma boa opção?

Bem, os pais dos alunos procuram este tipo de escola por dois motivos principais: ou querem garantir que o filho tenha um bom inglês ou querem que o filho já tenha um modelo de currículo internacional pois têm a intenção de mudar de país.

Leia mais: Grátis! Crianças aprendem inglês enquanto jogam futebol no Parque Villa-Lobos

Muitos adultos hoje não tiveram a oportunidade de aprender o segundo idioma por algum motivo e na maioria dos casos percebem que faz falta. Querem muito que seus filhos não tenham essa dificuldade e até ficam orgulhosos quando veem os pequenos falando frases em inglês. O motivo de procurarem a escola bilingue geralmente é garantir o inglês.

Se o caso for esse, você encontra uma porção de especialistas que não recomendam este tipo de escola. A vantagem que você procura pode virar um pesadelo para seu filho.

Antes de optar pelo colégio bilingue, no caso de buscar um segundo idioma, pense antes nas consequências. Uma delas é a defasagem de conteúdos. Por ser bilingue, a escola precisa colocar em uma grade horária única aulas a mais de inglês e isso irá sim prejudicar os conteúdos nacionais, porque irá ocupar tempo que seria dedicado a eles.

No futuro, quando a criança estiver já jovem e for enfrentar um vestibular, o que não aprendeu para poder se dedicar ao idioma irá lhe fazer uma falta imensa. Além disso, muitas crianças acabam sofrendo alguma defasagem na época de alfabetização e o problema pode ficar maior se tiver que lidar com dois idiomas ao mesmo tempo. São sons diferentes, formas diferentes de lidar com a alfabetização.

Se o caso for mesmo ter uma segunda língua, o mais recomendado é buscar um curso paralelo. O preço ficará muito parecido ou até menor do que o pago por uma escola bilingue e a criança não será, de forma alguma prejudicada. Pelo contrário! Nas escolas especializadas em idiomas, os professores são preparados para formar naquele idioma, então possuem uma formação diferenciada, especialmente para este objetivo.

Além disso, o ensino do idioma será total ali. Há opções atualmente com mais horas, se preferir, basta pesquisar o que há disponível em sua localidade.

Pais que mudaram os filhos de uma escola bilingue para uma regular puderam vivenciar o quanto há defasagem neste caso e correr atrás do que foi perdido nem sempre é fácil.

Para os que buscam a escola bilingue porque no futuro pretendem mudar de país, estão certíssimos. A defasagem de conteúdos nacionais não terá impacto negativo para o aluno e é até recomendável que estejam, inclusive, num currículo parecido com o que vivenciarão na mudança. O fato de estarem mais imersos no idioma ajudará muito neste caso, em especial.

Se você for optar por uma escola bilingue, mesmo sabendo das desvantagens, para o caso de desejar a segunda língua para seu filho, procure pelo menos uma no modelo conjugado. Neste caso, a escola mantém as aulas regulares em um período e o inglês é usado no contraturno. Desta forma, garante a aquisição do idioma e não prejudica os conteúdos nacionais.

Em quaisquer que sejam os casos da procura, é importante se certificar que os professores tenham boa qualidade e que a pronúncia deles esteja correta, porque do contrário seu filho irá aprender errado e ficará difícil fazer a correção mais tarde.

Com a ascensão das escolas bilingues, é difícil encontrar profissionais que realmente saibam lecionar o idioma, mesclado com os conteúdos, por isso convém ficar de olho e descobrir este tipo de informação antes de matricular seu filho neste tipo de escola.

Sobre Janaína Spolidorio:
Designer de atividades pedagógicas, formada em Letras, com pós-graduação em consciência fonológica e tecnologias aplicadas à educação e MBA em Marketing Digital. Ela atua no segmento educacional há mais de 20 anos e atualmente desenvolve materiais pedagógicos digitais que complementam o ensino dos professores em sala de aula, proporcionando uma melhor aprendizagem por parte dos alunos e atua como influenciadora digital na formação dos profissionais ligados à área de educação.
Quer receber mais artigos como esse? Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail!
Sobre Janaína Spolidorio:
Designer de atividades pedagógicas, formada em Letras, com pós-graduação em consciência fonológica e tecnologias aplicadas à educação e MBA em Marketing Digital. Ela atua no segmento educacional há mais de 20 anos e atualmente desenvolve materiais pedagógicos digitais que complementam o ensino dos professores em sala de aula, proporcionando uma melhor aprendizagem por parte dos alunos e atua como influenciadora digital na formação dos profissionais ligados à área de educação.
Compartilhar:
Atenção: Todas as informações são de responsabilidade dos organizadores do evento e estão sujeitas a modificações sem prévio aviso. As informações foram checadas pela equipe de reportagem do São Paulo para crianças em Abril de 2019. Antes de sair de casa, confirme os dados com o destino, para evitar imprevistos
Quer falar diretamente com seu público-alvo?
Anuncie aqui!
Nossos canais:
® São Paulo para Crianças é uma marca registrada. Todos os direitos reservados. - desenvolvido por Ideia74
Cadastre-se para ficar por dentro das novidades!