compartilhe
São Paulo
+16...+30° C

Por que aprender outro idioma na infância?

Por Sonia Cury - publicado em 21/12/2016

O aprendizado de um idioma estrangeiro é fundamental para a formação e crescimento profissional de qualquer pessoa. Investir nisso desde a infância, facilita o caminho e certamente apresentará bons resultados futuros. Mas é comum que os pais pensem na sobrecarga de estudos, na rotina da criança e muitos ficam com receio de que outra atividade atrapalhe o desempenho no ensino regular. Calma!

Não é preciso abrir mão de nada, pelo contrário, crianças possuem total facilidade em absorver uma língua estrangeira de forma natural, portanto dificilmente existirão dificuldades para lidar com um curso extra.

É claro que horários, lazer, descanso e limites são essenciais para uma vida saudável e um curso ministrado de forma descontraída e divertida contribui para o desenvolvimento cognitivo e motor.

E quer saber os motivos que acredito que para os pais que estão pensando em colocar seus filhos em um curso de idiomas o façam?

Porque a criança absorve naturalmente o 2º idioma. Pesquisas na área da neurociência divulgam que a idade ideal para a aquisição da linguagem ocorre nos primeiros dez anos de vida, isso porque, nesse período, o cérebro apresenta seu ponto mais alto de plasticidade, o que propicia uma alta assimilação. A criança assimila tanto a língua materna como um segundo idioma simultaneamente. A fixação de dois idiomas acontece de forma natural e estável, que mesmo que a criança não utilize o segundo idioma por muito tempo, ele nunca será esquecido.

E não existe uma idade exata para começar este aprendizado, mas é recomendável que seja durante os primeiros 10 anos de vida. Quando ele se inicia aos 3 anos, a criança já começa a se familiarizar com os novos sons/pronúncia, vocabulário e aos poucos assimila conteúdo que facilitará o domínio do idioma até atingir a proficiência.

Seu cérebro está mais “preparado” para este aprendizado, que é simultâneo ao da língua materna e também ocorre de maneira natural através de atividades lúdicas, brincadeira, musicas, artes, entre outras.

De forma lúdica, a criança aprende brincando. No início ela absorverá as informações recebidas, entendendo as mensagens que são dirigidas a elas pelos professores e pais. Aos poucos ela irá experimentar o uso do vocabulário e depois das estruturas às quais foi exposta. Eu não pensaria duas vezes para incentivar o ensino de um segundo idioma para meu filho. Isso é um investimento social, cultural e pessoal para a vida toda.

Sobre Sonia Cury:
Diretora pedagógica do Centro Britânico Idiomas, escola com mais de 45 anos de atuação no ensino de línguas
Quer receber mais artigos como esse? Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail!
Sobre o Sonia Cury:
Diretora pedagógica do Centro Britânico Idiomas, escola com mais de 45 anos de atuação no ensino de línguas
Compartilhar:
Quer falar diretamente com seu público-alvo?
Anuncie aqui!
Nossos canais:
® São Paulo para Crianças é uma marca registrada. Todos os direitos reservados. - desenvolvido por Ideia74
Cadastre-se para ficar por dentro das novidades!