compartilhe
São Paulo
+16...+30° C

Pertinho de SP: confira como aproveitar a cidade de Eldorado com as crianças

Por Marcos Levy - publicado em 05/07/2017

Depois de muitas experiências incríveis, decidi que era o momento de compartilhar e, o melhor, ajudar outras pessoas para viver as suas próprias experiências. E assim surgiu o “Arrumando Malas” que oferece todos os tipos de viagens e atende os mais variado público, mas aqui no São Paulo para Crianças a gente vai trazer esse universo com dicas de passeios em família.

Tenho dois filhos filhos gêmeos Eduardo e Fernando de 12 anos e hoje vou contar um pouco da viagem que fizemos para Eldorado, cidade que fica a pouco menos de 300 km da Capital e é roteiro certo para os amantes da natureza. Quem sabe esse pode ser seu próximo destino com a criançada…

Meus filhos e eu adoramos viagens de aventura, cheias de trilhas, cachoeiras e muita natureza. Nunca tínhamos ido para um lugar com cavernas e a curiosidade nos levou à região de Eldorado e Iporanga. Simplesmente amamos tudo, as atrações, os acessos, a pousada, os restaurantezinhos, a pequena infraestrutura de Eldorado… enfim, foi tudo muito gostoso.

Nosso primeiro passeio foi a enigmática Caverna do Diabo, que fica próxima a Eldorado, e posso garantir que para os amantes da natureza é uma aventura imperdível! A caverna fica a aproximadamente 40 km do centro de Eldorado, seguindo por uma estrada tranquila e muito bem sinalizada. A visita de duas horas é guiada. Nós ficamos, literalmente, de boca aberta com as belezas do interior. Eu, particularmente, nunca tinha entrado numa caverna, assim, ao vivo e a cores, muito menos visto as interessantes formações rochosas estalactites e estalagmites milenares assim tão de perto. E pensar que demorou milhares de anos para tudo aquilo se formar! Foi impressionante mesmo.

A chuva na época atrapalhou um pouco nosso passeio, e não tivemos a chance de ir até o Vale das Ostras… Mas no fim valeu à pena, porque conseguimos ir até o Petar para visitar as cavernas de Santana, Morro Preto, Couto, Água Suja, Ouro Grosso, Alambari de Baixo e Casa da Pedra. O acesso para o Petar a partir de Eldorado é pela SP-165, sentido Caverna do Diabo e Iporanga. A distância é 70 km.

Quando chegamos lá, procuramos um guia local, mas também dá para deixar pré-agendado. Só se pode entrar no parque com guias autorizados. O legal é fechar um grupo, sai mais barato e o passeio fica mais animado. Dentro do valor estão inclusos os capacetes com lanternas, que são itens obrigatórios dentro das cavernas.

A primeira que visitamos foi a de Santana. As crianças amaram porque dá para explorar bem lá dentro e não tem perigo. Em vários trechos foram construídas passarelas de pedras e pontes de madeira para facilitar a caminhada por dentro da caverna. Nem é preciso dizer que o lugar é fantástico! As estalactites e estalagmites, rapidamente, viram brincadeira só de observá-las, da mesma forma que fazemos ao procurar formas conhecidas em nuvens ou sombras. Meus filhos conseguiram enxergar de tudo! Gavião bebendo água, cabeça de cavalo, asa de anjo e até um peru de Natal! Pura diversão e no fim um trabalho sutil para eliminar o medo do escuro e de lugares fechados e úmidos, pois há um momento em que os guias pedem para desligarmos as lanternas e não fazermos barulho. É uma sensação indescritível, silêncio, escuridão, paz, só estando lá para entender, pois tenho certeza de que cada experiência é única.

Como fomos para lá no inverno, pretendemos voltar no verão, com o tempo mais seco, visitar o que não conseguimos e aproveitar mais as cachoeiras, pois eu e meus filhos adoramos pular na água. Eles não vêm a hora… e eu também!
Vale lembrar que é importante levar alguns itens principais para aproveitar ao máximo todas essas aventuras, como tênis confortável (é melhor mais de um par, pois pode molhar em qualquer momento da trilha), roupas leves que possam molhar e sequem rápido, roupa de banho, protetor solar, repelente, boné, máquina fotográfica ou filmadora, lanterna e baterias, capa de chuva e mochila pequena e impermeável. Também é imprescindível a presença de um guia local e autorizado para as trilhas e visitação das cavernas.

Sobre Marcos Levy:
Formado em Engenharia Eletrônica com pós-graduação em Administração de Empresas, Marcos Levy é pai de Eduardo e Fernando de 12 anos e sócio-fundador da agência Boutique "Arrumando Malas", que desenvolve roteiros personalizados.
Quer receber mais artigos como esse? Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail!
Sobre o Marcos Levy:
Formado em Engenharia Eletrônica com pós-graduação em Administração de Empresas, Marcos Levy é pai de Eduardo e Fernando de 12 anos e sócio-fundador da agência Boutique "Arrumando Malas", que desenvolve roteiros personalizados.
Compartilhar:
Quer falar diretamente com seu público-alvo?
Anuncie aqui!
Nossos canais:
® São Paulo para Crianças é uma marca registrada. Todos os direitos reservados. - desenvolvido por Ideia74
Cadastre-se para ficar por dentro das novidades!