compartilhe

Fuja das dívidas no Dia das Crianças

Por Reinaldo Domingos - publicado em 02/10/2018

Com a chegada do Dia das Crianças, muitas pessoas deixam para ir às compras na última hora. Faltando pouco mais de 10 dias para esta data tão especial para as crianças, aproveito para trazer algumas orientações para se planejar evitando assim entrar em dívidas.

O primeiro passo é, se possível, não levar as crianças às compras e ir com tempo, assim terá mais tranquilidade para pesquisar os melhores preços e condições de pagamento. Além disso, estabeleça um valor a ser gasto e evite ultrapassá-lo, pois seguir o planejamento é um dos mais importantes preceitos de educação financeira.

Portanto, segue abaixo 6 orientações para não se endividar e curtir o Dia das Crianças sem preocupação.

1 – Planeje-se

Conforme comentei acima, é fundamental se planejar e saber o que cabe e o que não cabe no bolso. Tome cuidado para não fazer loucuras e caso não tenha conseguido poupar dinheiro com antecedência, estabeleça quanto poderá gastar sem comprometer o orçamento e consequentemente fugindo do endividamento.

2 – Converse com a criança

Antes mesmo de decidir o que vai comprar, converse com a criança para acertar na escolha. Caso o presente que ela deseja seja mais caro do que você pode pagar, explique a situação e então defina uma meta para envolver toda a família, poupando juntos, assim poderão conquistar este sonho em outra ocasião.

3 – Pesquise as melhores condições

Mesmo que a data esteja próxima, não deixe de pesquisar preços, tanto nas lojas físicas quanto online, pois há grande variação de um local para o outro. Caso for às lojas, vá com tempo e tranquilidade. Nas compras online, se atente ao prazo de entrega. Opte pela que oferecer também as melhores condições de pagamento.

4 – Se possível, pague à vista

Na hora de pagar, não tenha receio de pedir descontos e negociar, especialmente nas compras à vista. Se optar por parcelar, tenha a certeza de que as parcelas caberão no orçamento dos próximos mesmo, lembrando que se aproximam as festas de final de ano e férias escolares;

5 – Incentive a troca de presentes

Que tal fazer diferente e, ao invés de comprar, incentivar a criança a fazer a troca de brinquedos, livros ou roupas que não utiliza mais com amigos, vizinhos ou primos. Assim as crianças podem aprender que quando algo que não serve mais para uma pessoa, pode ser bastante útil e bem-vindo para outra.

6 – Saia da rotina

Procure explicar que o presente de Dia das Crianças não precisa necessariamente ser algo comprado. Proponha que façam um passeio em família ou com amigos a um parque, ponto turístico ou museu – algo que saia da rotina. Essa experiência pode levar ao aprendizado de que o dinheiro não compra tudo.

Sobre Reinaldo Domingos:
Mestre e educador financeiro, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros, autor dos livros Terapia Financeira, Papo Empreendedor, Livre-se das Dívidas, Mesada não é só dinheiro, das coleções infantis O Menino do Dinheiro e O Menino e o Dinheiro, além da coleção didática de educação financeira para o Ensino Básico, adotada em diversas escolas do país.
Quer receber mais artigos como esse? Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail!
Sobre o Reinaldo Domingos:
Mestre e educador financeiro, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros, autor dos livros Terapia Financeira, Papo Empreendedor, Livre-se das Dívidas, Mesada não é só dinheiro, das coleções infantis O Menino do Dinheiro e O Menino e o Dinheiro, além da coleção didática de educação financeira para o Ensino Básico, adotada em diversas escolas do país.
Compartilhar:
Quer falar diretamente com seu público-alvo?
Anuncie aqui!
Nossos canais:
® São Paulo para Crianças é uma marca registrada. Todos os direitos reservados. - desenvolvido por Ideia74
Cadastre-se para ficar por dentro das novidades!