compartilhe
São Paulo
+16...+30° C

Como ensinar a criança a guardar dinheiro em cofrinhos?

Por Reinaldo Domingos - publicado em 20/07/2017

Evitar que as crianças sejam consumistas nos dias de hoje é um desafio. Muitas vezes os próprios pais gastam de forma descontrolada, e é inegável que a educação muito se dá pelo exemplo. Por isso o hábito de poupar deve ser aprendido não só pelos pequenos, mas também pelos adultos.

Então vamos às principais questões:

Por que poupar?

Simples: para realizar sonhos. As crianças têm muitos desejos e poupando podem conquistar cada um deles. Com os adultos não é diferente, é preciso resgatar o hábito de sonhar. Se você tem o sonho da casa própria, de fazer uma viagem inesquecível ou trocar de carro, por exemplo, dê o primeiro passo e comece a poupar.

Crianças e adultos devem ter no mínimo três sonhos, de curto, médio e longo prazo. Curto prazo é em até um mês para crianças e um ano para adultos. Médio prazo, seis meses para crianças e entre um e dez anos apara adultos. Longo prazo, até um ano para crianças e acima de dez anos para adultos.

Quando poupar?

No momento em que receber o salário, no caso dos adultos, e a mesada ou pequenos valores, no caso dos pequenos. Veja, a orientação não é poupar o dinheiro que sobrar – se sobrar – e sim parte do que receber, imediatamente. Dessa forma você prioriza e garante a realização dos sonhos.

Como poupar?

Muitas pessoas me perguntam como vão poupar se o seu dinheiro mal dá para as despesas cotidianas. Por isso desenvolvi o Apontamento de Despesas (baixe aqui). Nele você anotará todos os seus gastos por 30 dias e saberá quais pode reduzir ou eliminar para poupar e conquistar seus sonhos no prazo planejado.

Onde poupar?

Crianças devem poupar para seus sonhos em três cofrinhos de tamanhos e cores diferentes, uma para cada sonho. Já os adultos, em investimentos. Os mais adequados para cada sonho são: curto prazo – poupança; médio prazo – CDB, LCA, LCI; longo prazo – tesouro direto e previdência privada.

Como ensinar as crianças?

Converse com a criança em um momento tranquilo e lugar agradável sobre os sonhos que ela deseja conquistar. Eles podem ser materiais (como brinquedos, roupas e viagens) e não materiais (como fazer um amigo, por exemplo). Incentive a criança a pensar no que ela pode fazer para conquistar os sonhos não materiais.

Quanto aos materiais, definam juntos quais são de curto, médio e longo prazo. A partir daí, ela terá a maior motivação para poupar. Acompanhe o processo, tirando dúvidas e incentivando, sempre lembrando dos sonhos. Peça para ela desenhar cada um deles e deixar em um local visível. E lembre-se, o seu exemplo também é muito importante.

Sobre Reinaldo Domingos:
Doutor em educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira e autor do best-seller Terapia Financeira, do lançamento Diário dos Sonhos e da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil. Domingos é pai do Fabrizzio e da Graziella.
Quer receber mais artigos como esse? Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail!
Sobre o Reinaldo Domingos:
Doutor em educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira e autor do best-seller Terapia Financeira, do lançamento Diário dos Sonhos e da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil. Domingos é pai do Fabrizzio e da Graziella.
Compartilhar:
Quer falar diretamente com seu público-alvo?
Anuncie aqui!
Nossos canais:
® São Paulo para Crianças é uma marca registrada. Todos os direitos reservados. - desenvolvido por Ideia74
Cadastre-se para ficar por dentro das novidades!