compartilhe

Zoró Zureta de Zeca Baleiro é uma experiência musical incrível para as crianças e pais

Por Daniela Rocha - em 21/02/19

Depois de ser mãe, poucas coisas me fazem lembrar a adolescência destemida, valente e cheia de histórias. Ou as histórias de quando era solteira (e nem tenho muita saudade, confesso)… mas a música, a música sempre planta uma sementinha na gente, não é mesmo?! Para mim, muitas delas foram de Zeca Baleiro e traduziram bem os meus sentimentos. Aquela voz meio rouca, como quem conta uma história cantando, em uma melodia perfeita.

Por um período essas sensações ficaram de lado e eu mergulhei fundo na maternidade, vivendo novas sensações, outros sons, outros ritmos: os infantis. Aqueles hits que grudam na cabeça como chiclete! Então, nessa minha jornada de mãe passeadora fui apresentada a um Zeca Baleiro lúdico, que adentrou o universo infantil da mesma forma com que faz para adultos.

Recentemente tive o prazer de conferir o show Zoró Zureta no Teatro Opus e foi daqueles programas que realmente valem cada segundo.  E ainda era um show com acessibilidade, tinha tradução em Libras e as intérpretes se saíram muito bem na interação com o cantor, imaginem traduzir  “Ornitorrinco”…. rs… Curiosidade: algumas palavras elas apenas soletram….  Então, valeu sair de casa, driblar a preguicinha de domingo para conferir um trabalho tão bem feito.

Qualidade musical  é sinônimo de Zoró Zureta. E quem quer conhecer mais da aventura de Zeca Baleiro no universo infantil (ele tem mais de 60 canções dedicadas a esse público), também pode conferir “A Carruagem de Berenice“, em cartaz no Teatro Alfa e que traz trilha sonora com direção do Zeca.

Em Zoró Zureta o público vibrou do início ao fim. Músicas simples que trazem diálogos do cotidiano em forma de canção, parlendas  (aquelas rimas e trava-línguas, lembra?) e vários ritmos. Também conta histórias e cria brincadeiras interativas com a plateia, fazendo com que todos participem do show.  Aí que ninguém fica parado! O álbum tem clássicos “de gente grande”,  como “Onça Pintada”, “O Ornitorrinco”, “Minhoca Dorminhoca” e “Papai e Mamãe”, esse último reforça a importância do pai ou da mãe brincar (amei!). Zeca é tão incrível que até a batida de um funk ao som da “Dança Califa” fez meu marido, que é super introspectivo, até dançar com a Juju… é nessa hora que você percebe o quanto valeu a pena sair de casa para se divertir de verdade com as crianças. Ah, Zeca… você nem imagina como ficamos felizes em te apresentar para nossa pequena Julia.  Gratidão que fala, né? <3

Quer saber mais sobre esse trabalho do Zeca Baleiro, a gente conta tudo nossa matéria do São Paulo para Crianças, mas ficam aqui meu relato e experiência pessoal. 😉

 

 

Galeria:
Compartilhar:
Quer falar diretamente com seu público-alvo?
Anuncie aqui!
Nossos canais:
® São Paulo para Crianças é uma marca registrada. Todos os direitos reservados. - desenvolvido por Ideia74
Cadastre-se para ficar por dentro das novidades!