compartilhe
São Paulo
+16...+30° C

“Alice no País das Maravilhas” completa 150 anos de publicação

Publicado em 30/07/2015

Você e seus filhos já assistiram e leram “Alice no País das Maravilhas”? Então que tal aproveitar o fim de semana que está chegando para apresentar essa obra para sua família? Esta semana, essa que é uma das histórias favoritas da minha família (que até deu nome à minha filha) comemora duplo aniversário. O filme criado pela Disney com base no livro de Lewis Carroll completa 63 anos de lançamento, e em julho completou 150 anos da publicação da obra prima de Lewiss Carroll.


Gosta de Disney? Tá sabendo que em maio/junho 2018 tem DISNEY ON ICE no Brasil?? Clique aqui que a gente te conta tudo!! Garanta aqui seus ingressos: https://ter.li/disneyonice


A história de uma menina muito curiosa que segue um apressado coelho branco e descobre um mundo maravilhoso e encantado vem fascinando gerações e gerações, divertindo adultos e crianças. Apesar de ter sido criada ainda no século XIX, Alice ganhou fama mundial apenas em 1951, quando a Walt Disney lançou o filme infantil Alice no País das Maravilhas.

Para celebrar os 63 anos de lançamento do filme, a Disney fez um ensaio com a Alice (algumas fotos ilustram este artigo). Confira todas as fotos aqui.  ou na galeria de fotos abaixo. Se quiser conhecer pessoalmente Alice, a dica é ir tomar café da manhã com ela e o Chapeleiro Louco (e com a Mary Poppins que eu amo!) no restaurante 1900 Park Fare, no complexo Magic Kingdom Park em Orlando, depois de dar umas voltinhas nas xícaras da Alice na atração Mad Tea Party no parque Magic Kingdom.

Há muitos pesquisadores que tentam entender porque este conto do século 19 fascinou e continua fascinando tanta gente. “Alice no País das Maravilhas” foi um ponto de virada na literatura infantil, que até então tinham um foco na educação moral, para ensinar alguma coisa. “Alice” veio para divertir e estimular a imaginação, e reverter papéis. Alice tem um pouco de anti-heroína, uma garotinha que dá bronca em adultos, ela entende que adultos não são confiáveis, são ilógicos e, de certa forma, insanos: é uma reversão completa da maneira com que adultos e crianças eram retratados na literatura.

A história tem nuances que passam desapercebidas pelas crianças, como as críticas sociais que Carroll faz à sua época, como o sistema de educação vitoriano. Brincadeiras com palavras, humor, paródias e reversão de papéis são os ingredientes de livros infantis hoje graças à Carroll.

No site “The conversation” tem uma análise muito legal do livro:

O motivo pelo sucesso de Alice em várias partes do mundo é mais complexo, mas pode estar relacionado a percepções sobre a essência britânica do livro. O País das Maravilhas tem uma rainha, festas e chás, jogos de croquê e empregados domésticos. A visão nostálgica de uma sociedade vitoriana idealizada faz parte dessa atração. São os mesmos ingredientes que tornaram DowntonAbbey e Harry Potter tão famosos.

Mas, de forma mais intrigante, exista uma sugestão de que o livro tem seu lado obscuro. Foi sugerido, com frequência, que as comidas mágicas que Alice consome são uma alusão às drogas. Ela come cogumelos mágicos, afinal, enquanto conversa com uma lagarta que fuma. É uma intepretação da cultura pop, baseada na forma com que as sequências dos livros foram analisadas por gerações mais novas – notavelmente a cultura hippie dos anos 60 e 70. Mas é uma ideia popular ainda hoje, como é demonstrado pelas cenas de abertura de “Matrix”.

Talvez ainda mais preocupantes sejam as dúvidas sobre o interesse de Lewis Carroll em Alice Liddell, a garotinha na qual a história foi inspirada e para quem ela foi originalmente escrita. Lewis gostava de fotografar menininhas o que, hoje, pode parecer bastente suspeito. E apesar de pesquisas recentes terem provado que essas suspeitas não fazem muito sentido, os rumores continuam voltando.

Sempre um enigma?
Cada vez mais leitores exploram o texto, em busca de significados ocultos. Em uma interpretação, a história baseada em um sonho é uma metáfora para uma jornada interior, em direção às vontades incontroladas do subconsciente. Afinal, a Alice ameaça comer vários personagens do País das Maravilhas, talvez refletindo o estágio oral de Freud de desenvolvimento psicosexual. Vários personagens perguntam a ela ‘quem é você’ – e nem sempre ela responde de uma forma clara.

Talvez seja uma alegoria a como é difícil o processo de crescimento, representado pelo despertar literal de Alice no fim da história. A busca por um significado mais profundo tornou a história mais cativante do que todos os aparentes encontros nosense da garotinha.

Por fim, Alice no País das Maravilhas é um exemplo maravilhoso de ‘texto aberto’ – um texto que pode significar o que você quer que ele signifique, dependendo de sua perspectiva. Ele se transformou em folclore, em um meme que adoramos reproduzir. Contos de fadas sobrevivem porque são versáteis: eles podem significar coisas diferentes em contextos diferentes. Alice no País das Maravilhas se transformou em um conto de fadas moderno e, sem dúvida, continuará a ser transformado e adaptado nos próximos anos.

E, enquanto desejamos um feliz aniversário de 150 anos para a Alice, vale a pena lembrar que é uma história escrita por um matemático. Carroll iria adorar saber que seu livro continua sendo um enigma que muita gente tenta resolver.

Leia o artigo em inglês completo aqui. A Autora, Dimitra Fimi, é professora de inglês na Cardiff Metropolitan University.

aiws46858626 310x465

aiws46858619 310x465

aiws46858617 310x465

aiws46858610 600x399

aiws46858625 310x465

aiws46858621 600x399

ainae47578499 613x408

Quer receber mais notícias como essa? Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail!
Compartilhar:
Cinema

O Rei Leão, Dumbo, Aladdin… Entenda a era de live actions da Disney

publicado em 19/05/2018
Cinema

Frozen 2 e live-actions de Dumbo, Aladdin e O Rei Leão são confirmados para 2019

publicado em 29/04/2018
Cinema

Hoje! Uma maratona de “Vingadores” invade os cinemas

publicado em 25/04/2018
Quer falar diretamente com seu público-alvo?
Anuncie aqui!
Nossos canais:
® São Paulo para Crianças é uma marca registrada. Todos os direitos reservados. - desenvolvido por Ideia74
Cadastre-se para ficar por dentro das novidades!